fev 2, 2012
admin

Federação paulista mostrará avanços em ações sustentáveis na Rio+20

São Paulo – A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) deve levar à Conferência das Nações Unidas Rio+20, que será realizada em junho, no Rio de Janeiro, resultados positivos de ações sustentáveis realizadas por setores da cidade de São Paulo como a indústria, sociedade e governo.

Segundo o presidente do Conselho Superior de Meio Ambiente (Cosema) da FIESP, Walter Lazzarini, a ideia é que o estado de São Paulo tenha uma postura não defensiva. “É importante mostrar o que a FIESP tem feito ao longo desses anos, especialmente os prêmios Mérito Ambiental e Reúso da Água, que divulgam as iniciativas positivas e sustentáveis”, explicou Lazzarini em uma reunião do Cosema, realizada na última terça-feira (31/1), que teve a presença do secretário municipal do Verde e Meio Ambiente de São Paulo, Eduardo Jorge Alves Sobrinho.

“A presença do secretário Eduardo Jorge tem por finalidade aproximar o Cosema das autoridades públicas para que haja um diálogo direto”, disse Lazzarini, acrescentando que há um grande interesse de diversos setores na união de esforços para que o posicionamento dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e do Brasil seja o mais adequado possível.

INICIATIVAS – Durante a reunião, Eduardo Jorge apresentou dados e resultados positivos de iniciativas que reduziram o uso de combustíveis fósseis, como os ônibus do sistema de transporte público EcoFrota, que utilizam 20% de biodiesel. Ele também citou as experiências bem-sucedidas com usinas de biogás nos aterros sanitários de São João, zona leste de São Paulo, e de Bandeirantes, o maior da América Latina.

“O mais importante é mostrar no Rio+20 que é possível agir. E se São Paulo pode fazer, qualquer outra cidade também pode, porque nenhum outro lugar é mais difícil do que essa cidade”, disse o secretário.

De acordo com informações mostradas por ele, foram plantadas 541.043 árvores em 2010 ante 37.855 plantios em 2005, crescimento que representa “uma média de 200 mil árvores plantadas por ano na cidade.”

LIXO E RISCO – Apesar de boas notícias no âmbito de soluções sustentáveis, alguns números ainda preocupam. Segundo o secretário, a cidade de São Paulo coleta 15 mil toneladas de lixo por dia. “Isso nos leva ao desafio de reduzir a produção de lixo.” E desafio ainda maior, pontuou, é o de retirar as famílias de 28.933 moradias instaladas em áreas de risco alto e muito alto. “Destas, 1.132 moradias precisam ser retiradas sem adiamento.”

Fonte: Agencia CNI



A COPPI tem forte atuação no setor de manutenção industrial, oferecendo serviços de recuperação de instrumentos.

13 minutos ago

Contato

Entre em contato conosco, teremos imenso prazer em atendê-lo!

Rua P. Camargo Lacerda, 157
CEP: 13070-277 | Campinas / São Paulo

coppi@coppi.com.br

Fone / WhatsApp:
(19) 3241-1400