maio 23, 2011
admin

ISO 9001 Qualidade

Qualquer organização gostaria de melhorar a forma na qual opera, quer isto signifique melhorar a sua participação no mercado, reduzir os custos, gerenciar o risco mais eficazmente ou melhorar a satisfação dos clientes. Um sistema de gestão lhe dá a estrutura necessária para monitorar e melhorar o desempenho em qualquer área de seu interesse.

A ISO 9001 é de longe a estrutura de qualidade melhor estabelecida, sendo utilizada atualmente por mais de 750 mil organizações em 161 países, e define o padrão não só para sistemas de gestão da qualidade, mas para sistemas de gestão em geral.

Ela ajuda todos os tipos de organizações a obter sucesso através de uma melhora na satisfação dos seus clientes, da motivação dos colaboradores e da melhoria contínua.

Série de Normas ISO 9000

A ISO 9001 é uma dentre as normas da série de sistemas de gestão da qualidade. Ela pode ajudar a alavancar o melhor de sua organização ao lhe permitir entender seus processos de entrega de seus produtos/serviços a seus clientes. A série ISO 9001 de normas consiste de:

ISO 9000 – Fundamentos e Vocabulário: esta norma introduz o usuário aos conceitos de sistemas de gestão e especifica a terminologia usada.
ISO 9001 – Requisitos: esta norma define os critérios que você terá que cumprir caso deseje operar de acordo com a norma e obter a certificação.
ISO 9004 – Diretrizes para melhoria de desempenho: baseada nos oito princípios de gestão da qualidade, estas diretrizes são desenvolvidas para serem usadas pela alta administração como uma estrutura para guiar as suas organizações em direção à melhoria de desempenho, ao levar em conta as necessidades de todas as partes interessadas, não somente dos clientes.

Para quem ela é relevante?

A ISO 9001 é adequada para qualquer organização que busca melhorar a forma como trabalha e como é gerenciada, independentemente de tamanho ou setor. Entretanto, os melhores retornos sobre o investimento são obtidos pelas companhias que estão preparadas para implementá-la em toda a organização, ao invés de fazê-lo em localidades específicas, departamentos ou divisões.

Adicionalmente, a ISO 9001 foi desenvolvida para ser compatível com outras normas e especificações de sistemas de gestão, tais como a OHSAS 18001 de Saúde Ocupacional e de Segurança e a ISO 14001 de Meio Ambiente. Elas podem ser integradas perfeitamente através de Gestão Integrada. Estas normas compartilham muitos princípios comuns, portanto a escolha de um sistema de gestão integrada pode agregar um excelente valor pelo investimento.

Fonte: www.bsibrasil.com.br



maio 16, 2011
admin

Procedimentos para manutenção de equipamentos em ISO 9001

O objetivo alinhar os procedimentos para manutenção de equipamentos em ISO 9001 é regular o planejamento da manutenção e a inspeção de equipamentos e máquinas. A manutenção tem o objetivo de minimizar e prevenir incidentes inesperados causados por máquinas que influenciam o plano e o cronograma de produção.

Estes procedimentos incluem as etapas seguintes:

1. Necessidade de manutenção dos equipamentos

Devido ao fato de que a manutenção de máquinas e equipamentos é muito importante para a implementação da indústria de produção, daí a necessidade de a manutenção ser configurada para eliminar e prevenir incidentes inesperados por máquinas e equipamentos que possam afetar progresso dos processos de manufatura.

2. Fazer lista de equipamentos

Todas as máquinas e equipamentos considerados ativos nas plantas industriais precisam estar em conformidade com os requisitos de produção. As equipes de manutenção devem agir em conjunto com outros chefes de departamentos a fim de preparar uma lista de cada equipamento para verificação, indicando a necessidade substituir ou reparar peças, apresentando, posteriormente, o relatório ao Departamento Técnico para aprovação.

3. Fazendo uma agenda de investigação

Baseando-se em máquinas e equipamentos utilizados, e dependendo das capacidades e finalidades dos equipamentos especializados, a manutenção pode elaborar uma programação de investigação nesse sentido, identificando as máquinas que precisam de reparos e estabelecendo um calendário de manutenção periódica de acordo com a frequência de uso dos equipamentos. Continue lendo »

maio 11, 2011
admin

Norgren em feira Hospitalar de 24 à 27 de Maio

A Norgren convida a todos os clientes Coppi para visitar o stand da Norgren na Rua K 22 durante a feira Hospitalar que acontecerá de 24 – 27 de Maio no pavilhão do Expo Center Norte.

A Norgren estará com um stand de 32m2 e apresentará as novidades para o Setor Médico.

Para fazer seu credenciamento acesse o site: www.hospitalar.com e vá no menu esquerdo Peça sua credencial.



maio 3, 2011
admin

Norgren vai dobrar capacidade produtiva no Brasil

Com crescimento médio de 20% ao ano nos últimos quatro anos, a Norgren – multinacional, fabricante de produtos pneumáticos – decidiu investir para dobrar a capacidade produtiva no Brasil. O  objetivo é o de reforçar a estrutura local para manter esse ritmo de crescimento até 2015.

Para tanto, a área fabril irá saltar de 3 mil m² para 5.700 m², passando a ocupar a totalidade do prédio que hoje divide com outra empresa no bairro de Santo Amaro, em São Paulo. No momento está sendo concluído o projeto de expansão e definidas as máquinas e equipamentos que serão adquiridos e as novas linhas de produtos que passarão a ser produzidas no Brasil.

Ricardo Rodrigues, presidente da Norgren Brasil e América Latina, prefere não revelar o montante dos investimentos. Observa, porém, que a estratégia do grupo IMI Norgren e da filial brasileira não é a de ser tornar a maior empresa do mercado de pneumática, mas a principal em soluções específicas para os clientes. Em outras palavras, o foco da empresa não é a liderança em volume de produtos de prateleira, mas em soluções de engenharia, de maior valor agregado.

A trajetória rumo a esse objetivo, no Brasil, além da ampliação da fábrica, passa pelo reforço da equipe técnica e de vendas, já iniciado em 2010, com a contratação de engenheiros e trainees. “Estamos investindo também para dobrar a nossa capacidade de engenharia e vendas”, afirma Rodrigues.

Dentro da estratégia do grupo, os novos contratados estão sendo treinados para entender e atender as necessidades dos setores considerados chave para o crescimento da Norgren no Brasil. São eles:
petroquímico; ferroviário; médico; alimentício e o automotivo, hoje, o de maior participação no faturamento da filial.

Rodrigues frisa que o foco em soluções de engenharia não significa descartar a atuação no mercado de produtos standard , para atender praticamente todos os setores industriais. Tanto que a empresa também está prestes a lançar o Norgren Express, serviço de entrega rápida voltado para o cliente final, com destaque para o mercado de reposição.

De acordo com Ricardo Rodrigues, o grupo IMI Norgren vê grande potencial de crescimento no Brasil e quer expandir sua participação no mercado brasileiro tanto de maneira orgânica quanto através de aquisições.

Fundada em 1925, nos Estados Unidos, a Norgren integra o grupo inglês IMI desde 1972. Desde então várias empresas do segmento pneumático foram incorporadas ao grupo, entre elas a Martonair, em 1986, a Walter Pneumatik (1994), a Herion Fluidtronic (1997), e a FAS, especializada em válvulas solenóides miniatura, em 2004. Em 2010, o faturamento do
grupo atingiu 2,3 bilhões de libras.

Por: Departamento de Marketing
Fonte: Norgren Ltda.



abr 14, 2011
admin

FEIMAFE 2011

ASCOVAL INDÚSTRIA E COMÉRCIO

Rodovia Pres. Castelo Branco, Km 20 – Jd. Santa Cecília – Cep 06465-300 – Barueri – SP Tel.: (11) 4208-1700 –

Fax: (11) 4195-3970 – e-mail: ascoval@emerson.com

ASCOVAL INDÚSTRIA E COMÉRCIO
Rodovia Pres. Castelo Branco, Km 20 – Jd. Santa Cecília – Cep 06465-300 – Barueri – SP Tel.: (11) 4208-1700 –
Fax: (11) 4195-3970 – e-mail : ascoval@emerson.com



abr 8, 2011
admin

Manutenção: manter em ação

A manutenção, de uma forma geral, sempre esteve presente, desde a antiguidade, ainda que em muitos casos tenha passada despercebida em grande parte de sua existência, seja para manter afiadas as armas durante as batalhas ou operativos os equipamentos bélicos.

A história conta que começou a ser conhecida com o nome de Manutenção, por volta do século XVI na Europa central, juntamente com o surgimento do relógio mecânico, quando surgiram os primeiros técnicos em montagem e assistência. Ganhou mais volume e importância ao longo da Revolução Industrial e tornou-se imperativa, durante a Segunda Guerra Mundial, pois os exércitos tiveram que desenvolver procedimentos para garantir o desempenho das armas, veículos, aviões, etc.

Na reconstrução pós-guerra, Alemanha, Inglaterra, Itália e Japão tornaram-se referências mundiais em padrão de produtividade, por haverem baseado o desempenho industrial no modelo de engenharia e manutenção utilizado durante a guerra.

Com o advento do capitalismo e, consequentemente, a necessidade da produção massiva dos produtos, a disputa pelos mercados, a pressão crescente dos prazos de entrega, tornou-se imprescindível para as empresas a implantação de um modelo de produção altamente competitivo, com garantias de padrão de qualidade do produto final.

Juntamente com tal cenário, surgiu a necessidade de prevenir as falhas repentinas das máquinas e equipamentos. Podemos, desde então, definir Manutenção como um conjunto de procedimentos técnicos indispensáveis ao funcionamento regular e permanente das máquinas, equipamentos, ferramentas e instalações. A Manutenção em uma empresa visa manter os equipamentos e máquinas em condições de pleno funcionamento para garantir a produção planejada, a qualidade dos produtos e o prazo de entrega conforme prometido aos clientes. Continue lendo »

mar 31, 2011
admin

A gestão da manutenção industrial

Muitas empresas se esquecem de incluir em seus processos de gestão um programa para planejar melhor a manutenção de seus equipamentos. Um lema bastante conhecido é melhor prevenir do que remediar deve ser aplicado às indústrias que pretendem aumentar a produção e reduzir custos. Por isso, as empresas perceberam a importância de possuir profissionais com capacidade para garantir e melhorar o funcionamento das máquinas, evitando as indesejáveis quebras.

Antes, a manutenção era considerada um problema, uma área que gerava custos. Hoje, a gestão da manutenção é considerada uma área estratégica e voltada para os resultados da organização. A quebra de uma máquina significa afetar a linha de produção de uma indústria ou mesmo parar a fabricação. Com isso, além da despesa com a troca de peças, a empresa perde dinheiro com máquinas inoperantes. Para que isso não aconteça, os profissionais da área de gerencia da manutenção identificam problemas recorrentes e buscam soluções para evitar quebras nas máquinas.

Assim, a manutenção dos equipamentos de produção é um elemento chave tanto para a produtividade das indústrias quanto para a qualidade dos produtos, pois as interrupções levam quase sempre a uma queda na qualidade. Máquinas com defeito trabalhando de forma inadequada não fabricam produtos dentro das especificações previstas. As paradas não programadas da linha de produção geram a queda na receita, se convertendo em prejuízos significativos. Com a ocorrência de paradas, eleva-se o custo da produção, diminuindo a produtividade, o lucro e comprometendo a qualidade dos produtos.

Em consequência, torna-se fundamental para o sucesso da manutenção o planejamento e controle da manutenção, onde de forma planejada e organizada a equipe passa a intervir nos equipamentos. Uma das etapas essenciais é a determinação dos equipamentos críticos ao processo, os quais necessitam de atenção especial, seja no projeto, na instalação ou na determinação das manutenções. O gestor da manutenção deve classificar esses equipamentos, o que muitas vezes não é uma tarefa fácil, uma vez que envolve múltiplos critérios.

O processo decisório da manutenção, desenvolvido nas empresas, tem-se caracterizado por uma abordagem informal sem embasamento quantitativo e metodológico. Sem um programa de manutenção, uma vez que máquinas e equipamentos com defeitos e/ou parados geram os prejuízos inevitáveis, provoca-se a diminuição ou interrupção da produção; atrasos nas entregas; perdas financeiras; aumento dos custos; produtos com possibilidades de apresentar defeitos de fabricação; insatisfação dos clientes; e perda de mercado.

De uma maneira geral, a manutenção em uma empresa objetiva manter os equipamentos em condições de pleno funcionamento para garantir a produção normal e a qualidade dos produtos; e prevenir prováveis falhas ou quebras dos elementos das máquinas. Continue lendo »

mar 24, 2011
admin

Procedimentos para manutenção de equipamentos em ISO 9001

O objetivo alinhar os procedimentos para manutenção de equipamentos em ISO 9001 é regular o planejamento da manutenção e a inspeção de equipamentos e máquinas. A manutenção tem o objetivo de minimizar e prevenir incidentes inesperados causados por máquinas que influenciam o plano e o cronograma de produção.

Estes procedimentos incluem as etapas seguintes:

1. Necessidade de manutenção dos equipamentos

Devido ao fato de que a manutenção de máquinas e equipamentos é muito importante para a implementação da indústria de produção, daí a necessidade de a manutenção ser configurada para eliminar e prevenir incidentes inesperados por máquinas e equipamentos que possam afetar progresso dos processos de manufatura.

2. Fazer lista de equipamentos

Todas as máquinas e equipamentos considerados ativos nas plantas industriais precisam estar em conformidade com os requisitos de produção. As equipes de manutenção devem agir em conjunto com outros chefes de departamentos a fim de preparar uma lista de cada equipamento para verificação, indicando a necessidade substituir ou reparar peças, apresentando, posteriormente, o relatório ao Departamento Técnico para aprovação.

3. Fazendo uma agenda de investigação

Baseando-se em máquinas e equipamentos utilizados, e dependendo das capacidades e finalidades dos equipamentos especializados, a manutenção pode elaborar uma programação de investigação nesse sentido, identificando as máquinas que precisam de reparos e estabelecendo um calendário de manutenção periódica de acordo com a frequência de uso dos equipamentos.

4. Implementação de Investigação

Baseado no plano de investigação, o departamento de manutenção vai investigar máquinas e equipamentos, além de registrar de forma clara:

– A duração do tempo utilizado de cada equipamento;
– A duração do tempo de manutenção previamente;
– Falhas apresentadas anteriormente;
– O status de cada máquina e equipamento;
– Necessidade de reparação, substituição ou manutenção.
Continue lendo »

mar 22, 2011
admin

Treinamento NORGREN

Nessa última sexta-feira (18/03) os funcionários da COPPI receberam treinamento referente aos produtos NORGREN. O treinamento foi ministrado pelo Engenheiro Marcelo Minoru.

Saiba quais são os produtos NORGREN que a COPPI oferece clicando aqui.

Treinamento NORGREN na sede da COPPI

A COPPI tem forte atuação no setor de manutenção industrial, oferecendo serviços de recuperação de instrumentos.

13 minutos ago

Contato

Entre em contato conosco, teremos imenso prazer em atendê-lo!

Rua P. Camargo Lacerda, 157
CEP: 13070-277 | Campinas / São Paulo

coppi@coppi.com.br

Fone: (19) 3241.1400
WhatsApp: (19) 99363-1535